MUSEU DE ARTE DE SÃO PAULO - Assis Chateaubriand
- | A | +

BENEDITO CALIXTO, Rampa do Porto do Bispo em Santos (1900) participa da exposição Arte do Brasil até 1900, a partir de 26/3 no 2º subsolo do MASP.

ACERVO MASP
ARTE DO BRASIL ATÉ 1900
Período:
De 26 de março a 6 de junho de 2015

A exposição apresenta um recorte da coleção de pintura brasileira do MASP, do século 17 ao 19, do período colonial à República. Reúne não apenas obras da coleção, mas também documentos do arquivo histórico e fotográfico do Museu, e apresenta não só um panorama do período mas também revela um pouco das histórias em torno da construção do acervo MASP. Assim, diversas histórias se entrelaçam: a do MASP, a trajetória das obras do Museu e a própria história da arte brasileira.




PASSAGENS POR PARIS Exposição com 51 obras-primas criadas entre 1866 e 1948 por Manet, Degas, Cézanne, Gauguin, Matisse, Renoir, Toulouse-Lautrec, Van Gogh, Picasso, Modigliani, Portinari...

EXPOSIÇÃO DO ACERVO
PASSAGENS POR PARIS - ARTE MODERNA NA CAPITAL DO SÉCULO XIX
Período:
Até junho de 2015

Passagens por Paris propõe um passeio pela arte moderna, com obras feitas entre 1866 e 1948 por artistas icônicos do período: Manet, Degas, Cézanne, Gauguin, Van Gogh, Matisse, Renoir, Toulouse-Lautrec, Picasso, Modigliani, Portinari, Rego Monteiro... Todos os aqui incluídos viveram, produziram, passaram por Paris. A exposição dá aos visitantes a oportunidade de apreciar algumas das obras mais representativas desse período.




O TRIUNFO DO DETALHE (E DEPOIS, NADA) Mostra de acervo do MASP com 60 obras de grandes artistas dos últimos cinco séculos.

EXPOSIÇÃO DO ACERVO
O TRIUNFO DO DETALHE (E DEPOIS, NADA)
Período:
Até junho de 2015

Uma flor, um relógio sobre a mesa, um sorriso... No detalhe de uma obra-prima, o artista revela seu valor maior e constrói narrativas que permitem ao espectador apreciar a obra e seu conjunto, tal como ela se mostra no arco do tempo de sua existência. O Triunfo do Detalhe (e depois, nada) permite uma nova visão sobre 60 obras já consagradas do acervo do Museu.




DEUSES E MADONAS - A ARTE DO SAGRADO apresenta o universo do sagrado na cultura ocidental através de 40 obras de mestres dos séculos 14 ao 19.

EXPOSIÇÃO DO ACERVO
DEUSES E MADONAS - A ARTE DO SAGRADO
Período:
Até junho de 2015

Com 40 obras de mestres dos séculos 14 ao 19, Deuses e Madonas - A Arte do Sagrado apresenta o universo do sagrado na cultura ocidental e mostra pela 1ª vez depois de restaurada na França a obra-prima São Jerônimo Penitente no Deserto (1451), de Andrea Mantegna.